Subscribe
Add to Technorati Favourites
Add to del.icio.us

É nas palavras que Eu me encontro e me Liberto
É nas palavras que Eu transformo o trigo em restolho
E volto a dar de Mim
Todo o Grito libertador da minha essência.

domingo, 22 de março de 2009

Hoje não escrevo

Publicada por Palavras e Estados de Espírito


Não encontro hoje
Palavras
Nada me sai para dizer
Nem rasto de míseras
Notas melódicas…
Sentidas palavras…
Nada
Nem tão pouco
O ludibriar dos sentidos
Aquele olhar tenebroso
O oculto desespero na escrita
Nada
Rasgo o meu peito
Não sinto nada
Injecto o Coração de sentimento
Nada
Apenas este Ódio
Por não ter Palavras
Não há nada a fazer
Hoje não consigo escrever
Nada de Nada

3 comentários:

Marcia Neves disse...

Entre as falhas das palavras, e a raiva demonstrada nas encontradas, consegues criar emoção, sentimento ao ler tuas palavras que pensavas estar apagadas.

Beijo grande Amigo

Márcia Neves

The Legendary Jukebox disse...

Vou deixar aqui umas vãs palavras...

Pioro de dia para dia
Pioro a cada noite que passa
O dom da escrita
Está a esfumar-se
E na cor a deteriorar-se

Já como cada cigarro que fumo
Acendo um atrás do outro…
É demais o consumo…

As ideias não fervilham
As rimas não existem
O dom da escrita
Está a afundar-me
E na cor a mortificar-me

Sou eu que aqui me confundo

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

Enviar um comentário