Subscribe
Add to Technorati Favourites
Add to del.icio.us

É nas palavras que Eu me encontro e me Liberto
É nas palavras que Eu transformo o trigo em restolho
E volto a dar de Mim
Todo o Grito libertador da minha essência.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Tróia

Publicada por Palavras e Estados de Espírito


Fosse Helena teu nome
Serias eterna, dor e paixão
Lenda, desejo e glória
Fosse teu nome Guerra
Serias ventre de sangue
Morte, traição, vitória
Fosse teu nome o Meu
Serias amor na bruma
Desflorar na Manhã
Adolescente
Segredos escondidos
Sempre
Olhares encontrados
Nas dunas

5 comentários:

Palavras e Estados de Espírito disse...

Resposta ao desafio da Marcia.

Riff Raff disse...

sempre gostei mais dos teus poemas.
Os meus rimam mas os teus exprimem amor.
Os meus só trazem amargura e tristeza
Um abraço

Xana disse...

Como diz uma grande comunicador da televisão portuguesa , já fui muito feliz em Tróia rsrrsrrs

O poema té espectaculo, parabéns :)

bom carnaval

Paula disse...

Tal como todos os setubalentes quem não tem boas recordações de Troía? Da nossa infancia, da adolescência e mesmo da fase adulta.Tantos segredos escondem aquelas dunas.Bons tempos aqueles.Beijo.

Carlos Manuel Pereira Rodrigues disse...

Um belo trabalho!!

Enviar um comentário