Subscribe
Add to Technorati Favourites
Add to del.icio.us

É nas palavras que Eu me encontro e me Liberto
É nas palavras que Eu transformo o trigo em restolho
E volto a dar de Mim
Todo o Grito libertador da minha essência.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Tróia

Publicada por Palavras e Estados de Espírito


Fosse Helena teu nome
Serias eterna, dor e paixão
Lenda, desejo e glória
Fosse teu nome Guerra
Serias ventre de sangue
Morte, traição, vitória
Fosse teu nome o Meu
Serias amor na bruma
Desflorar na Manhã
Adolescente
Segredos escondidos
Sempre
Olhares encontrados
Nas dunas

5 comentários:

Palavras e Estados de Espírito disse...

Resposta ao desafio da Marcia.

Anónimo disse...

sempre gostei mais dos teus poemas.
Os meus rimam mas os teus exprimem amor.
Os meus só trazem amargura e tristeza
Um abraço

Xana disse...

Como diz uma grande comunicador da televisão portuguesa , já fui muito feliz em Tróia rsrrsrrs

O poema té espectaculo, parabéns :)

bom carnaval

Paula disse...

Tal como todos os setubalentes quem não tem boas recordações de Troía? Da nossa infancia, da adolescência e mesmo da fase adulta.Tantos segredos escondem aquelas dunas.Bons tempos aqueles.Beijo.

Carlos Manuel Pereira Rodrigues disse...

Um belo trabalho!!

Enviar um comentário